Bong para redução de danos

Antigamente era difícil fumar um baseado e pensar na saúde ao mesmo tempo, isso porque os acessórios para fumo eram limitados, além de ser tabu falar sobre qualquer assunto que envolvesse a erva sagrada.

Hoje em dia é comum encontrar diversos headshops espalhados por aí, com produtos inusitados para fazer fumaça. Sedas e piteiras são facilmente encontradas no mercado, ajudando os consumidores a reduzir os danos de fumar em “sedanapos” e papel de pão.

Acontece que, existe um instrumento que vem conquistando seu espaço no mundo da ganja e os benefícios de usá-lo são os melhores possíveis. Conheça o BONG!

Este aparelho foi criado na Tailândia e pensado com intuito de resfriar a fumaça até chegar na boca. Deste modo, o bong possui duas saídas, uma que encaixa o utensílio para colocar fumo e outra para puxar a fumaça até a boca.

O bong pode ser apresentado de inúmeras formas e feitos com materiais diversos, sendo o mais comum entre as tabacarias é o de acrílico, que contempla o melhor preço e mostra-se eficiente para o uso diário, no entanto, é pouco resistente e mais complicado de limpar.

O bong de vidro é desejado por muitos e costuma ser o queridinho. Apesar de ser mais propício a quebra, a limpeza é fácil e pode ser feita com álcool, substância pouco eficiente no bong de acrílico.

Para os usuários que curtem fumar extratos de cannabis, encontra-se bongs para dabs, produzidos para comportar óleo de THC e CBD, capaz de proporcionar uma onda pura e forte logo na primeira bongada.

Além de resfriar a fumaça, o bong possui diferentes sistemas de filtragem para que essa fumaça chega mais vez mais pura até você, faremos um post somente para esse assunto adiante.

Qual a sua forma de fumar favorita? Seda, cachimbo, pipe ou bong? Ganjalize-se.

Fonte: Tabacaria da Mata